Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nas Nuvens de Um Terceiro Andar

Sex | 20.12.19

Desafio de escrita dos pássaros #15

O Pai Natal decidiu reformar-se e as entrevistas começam esta semana. Descreve uma dessas entrevista

Nuvem

thumbs.web.sapo.io.jpg

 

 

- Vamos para a última entrevista, Cometa?

- Sim Rudolfo, vou mandar entrar o último candidato dentro de cinco minutos!

Era a última daquele dia mas já estavam há 3dias nisto. Há 3 dias à procura ado próximo Pai Natal e..nada de nada! Nenhum dos candidatos até agora tinha o perfil indicado! Tinham sido uma verdadeira desilusão! E já estava a perder a esperança de encontrar alguém! Tinham-no incumbido a ele de escolher e ele queria que fosse o melhor Pai Natal de sempre! Preparara uma série de perguntas para fazer aos candidatos mas até agora quase nenhum acertava pelo menos em duas ou três... Estava verdadeiramente tramado e, o pior, o Natal estava ameaçado! Sem Pai Natal, como iriam entregar todos os presentes?

- Posso entrar?
- Sim claro entre! Sou a Rena Rudolfo e sou eu que lhe vou fazer a entrevista! Em primeiro lugar, como se chama e porque acha que pode ser o próximo Pai Natal?
- Chamo-me mesmo Nicolau. E, para além de até ter a barba grande, sinto que posso ser o próximo Pai Natal, porque na realidade não tenho mais nada que possa ser!
- Como assim?
-Sou sem-abrigo. Vivo na rua há mais de 20anos. Já passei muitos dias fome e frio. Mas esta época do Natal traz sempre uma luz diferente à minha vida. E não é pela generosidade das pessoas ser maior...é pela luz que vejo nos olhos delas!

Rudolfo engoliu em seco. Não estava à espera desta resposta.


- Então e sabe que o trenó do Pai Natal é puxado por Renas?
- Sim claro! São nove consigo não é? A Corredora, a Dançarina, a Empinadora, a Raposa, A Cometa, a Cupida, a Trovão e a Relâmpago... se a memória não me falha! O Natal sempre foi a minha época preferida do ano!

Rudolfo estava sem palavras. Tinha sido o único candidato a acertar nesta pergunta. Perante estas duas respostas dele, já não importava o resto do questionário. Este era um verdadeiro Pai Natal. Era alguém que, para além de ter conhecimento, tinha um bom coração, percebia a magia desta época e precisava também ele de um milagre na sua vida.

Afinal o Natal também era isso. Proporcionar coisas boas. Mudar a vida de alguém. Rudolfo iria mudar a vida de Nicolau. E assim fazia sentido ser Natal!

9 comentários

Comentar post